Blog

CHAMPAGNE OU ESPUMANTE?

Champagne ou Espumante?

 

Com o verão em alta, tendemos a consumir bebidas mais refrescantes entre elas espumantes e champagnes. Mas será que elas são a mesma coisa?

Esta dúvida está sempre presente no dia a dia de muitos brasileiros e para entender melhor, vamos explicar sobre os métodos de elaboração destas bebidas e descobrir a diferença entre espumante e champagne.

 Para elaboração de espumantes, existem três métodos: Asti, Charmat e Champenoise. 

Asti

O método Asti é utilizado para a elaboração do espumante Moscatel. No método Asti, primeiro o mosto das uvas é colocado dentro das cubas junto às leveduras responsáveis pelo processo fermentativo e após levado a autoclaves, que são tanques específicos para fermentação dos espumantes, pois irão suportar toda a pressão que irá formar. Quando a bebida alcança o teor alcoólico entre 6 e 10% (o percentual depende da escolha da vinícola e do enólogo), a fermentação é interrompida então, a bebida é filtrada e engarrafada, pronta para ser comercializada e consumida.

Já que o processo fermentativo transforma o açúcar contido no mosto em álcool por meio da ação das leveduras, isso faz com que os espumantes Moscatel sejam mais doces e menos alcoólicos do que os produzidos pelos outros métodos, que possuem dupla fermentação.

 

Charmat:

Já o método charmat é elaborado através de duas fermentações.  A primeira fermentação ocorre em tanques de inox, onde irá produzir um vinho base. Na sequência são adicionados açúcares e leveduras a este vinho base e levado as autoclaves para que ocorra uma segunda fermentação. Neste método serão elaborados espumantes mais leves, florais, cítricos.

Champenoise ou tradicional:

O método Champenoise é o mais conhecido, pois é como são produzidos os famosos Champanges. Este método também consiste em duas fermentações, a primeira ocorre em tanques de inox para a elaboração do vinho base. Na sequencia são adicionados açucares e leveduras a este vinho base, o vinho então é engarrafado, vedado e guardado.

As leveduras que morrem na fermentação se acumulam no fundo da garrafa formando borras. Lentamente, essas borras desenvolvem os sabores e aromas do espumante. Esta etapa é muito importante e chama-se autólise. Pode levar meses ou mesmo anos.

 Metódos esclarecidos, agora vamos as diferenças:

Champagne é produzido na região de Champagne, nordeste da França, através do método champenoise produzidos obrigatoriamente à base apenas das uvas chardonnay, pinot noir e pinot meunier.

Os demais produtos elaborados pelos outros métodos ou até mesmo pelo champenoise fora da região da França, recebem a classificação de espumante.

Nossos espumantes são todos elaborados pelo método champenoise, porém como são elaborados no Brasil, recebem a classificação de espumantes.  

Post anterior
Próximo post

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

×

Novidades

Vinho Casa Marques Pereira Quinta da Orada Corte IV

R$ 230,00

Vinho Casa Marques Pereira Segredos da Adega Pinot Noir

R$ 120,00

Vinho Casa Marques Pereira Segredos da Adega Chardonnay

R$ 150,00